Determinação de álcool etílico em amostras sanguíneas pela técnica de cromatografia gasosa com detector por ionização em chama

  • Gustavo Henrique de Moraes Creato

Resumo

RESUMO:
O consumo de bebidas alcoólicas está presente nas civilizações desde o início dos registros históricos, sendo realizado em rituais religiosas ou confraternizações. Ainda hoje, o etanol está amplamente presente em nas comunidades. O uso indiscriminado tem acarretado prejuízos à população, tais como doenças decorrentes da ingestão de álcool, gastos com cuidados médicos e, muitas vezes ligado a acidentes fatais, tem causado diversas mortes ao redor do mundo, o que tem levado os países a adotarem medidas rígidas a pessoas que consomem etanol antes de conduzir um veículo. Tendo essas medidas de proteção adotadas por governos mundiais, fez-se necessário o desenvolvimento de métodos para a determinação do teor de álcool etílico no sangue, dentre outros procedimentos analíticos, a cromatografia gasosa com detector de ionização em chama (CG-DIC) se destaca por sua sensibilidade e exatidão.
Palavras chaves: Etanol, cromatografia gasosa, procedimentos analíticos, CG-DIC

Publicado
2021-09-16