As artes como recurso terapêutico

  • Emanoele Fernanda Ribeiro
  • Simone de Lima Schedenffeldt

Resumo

RESUMO:
Destinada aos profissionais da saúde e afins, a utilização de linguagem artística, estabelecida entre cliente e profissional, como forma de comunicação e função terapêutica, denomina-se Arteterapia. Através de levantamento de literatura, os objetivos deste estudo, procuraram indicar, de qual maneira as artes estão aplicadas como recurso terapêutico, no atendimento com crianças. Bem como, compreender a interação da Arteterapia com a Psicologia, no atendimento infantil e demostrar a eficiência de artes no processo psicológico da criança. Realizou-se, uma revisão bibliográfica de artigos em português, atendendo aos critérios da metodologia cientifica. Notou-se, que existem limitações acadêmicas e publicações acerca do tema. Entretanto, os resultados observados, se baseiam na eficácia da Arteterapia (dança, teatro, música, pintura e etc.) como recurso terapêutico infantil. Com impacto positivo nos processos cognitivos, emocionais, motores, assim como, na autoestima e autoconfiança. Em conclusão, a Arteterapia, utilizada como ferramenta na atuação da Psicologia, tem demonstrado eficiência. Levando em consideração que a expressão artística, facilita a comunicação não verbal, sobre conteúdos emocionais, sociais e de subjetividade do indivíduo, que podem ser transformados.
Palavras-chave:Arteterapia. Criança. Intervenção psicológica.

Publicado
2021-09-18