A Musicoterapia no tratamento para crianças hospitalizadas: uma revisão integrativa

  • Thaíne Fogaça Pedroso

Resumo

RESUMO:
A Musicoterapia é retratada como uma prática terapêutica através da música, tendo como principal intuito promover o bem estar do paciente. A integração da Musicoterapia como recurso complementar tem se mostrado benéfica para a contribuição do cuidado, principalmente em pacientes pediátricos hospitalizados. Objetivo: Descrever o efeito terapêutico da musicoterapia durante a internação da criança e a importância de sua integração como cuidado de enfermagem, através de revisão da literatura. Método: Tratou-se de uma revisão da literatura, realizada entre os meses de fevereiro a abril de 2020. Pesquisaram-se as bases de dados SciELO, LILACS, MEDLINE, BDENF e PubMed por meio dos descritores: “Musicoterapia and criança”, “Musicoterapia and pediatria”, “Musicoterapia and enfermagem”, “Music therapyandchildren”, “Music therapyandpediatric” e “Music therapyandNursing”. Os artigos avaliados referem-se ao período de 2015 à 2019, disponíveis em português e inglês, disponíveis gratuitamente na íntegra. Após aplicar os critérios de seleção, somente onze publicações foram selecionadas. Resultados: Elaborou-se três categorias que abrangeram a utilização da Musicoterapia como intervenção para crianças hospitalizadas. A Musicoterapia e os efeitos fisiológicos recorrentes na criança hospitalizada; O impacto da Musicoterapia referente aos efeitos comportamentais e emocionais da criança; A atuação da Enfermagem e sua interface com a Musicoterapia. Considerações finais: Conclui-se que a Musicoterapia pode ser um poderoso recurso terapêutico em relação à criança hospitalizada, possibilitando a promoção da saúde no ambiente hospitalar e o cuidado integral. Novos estudos devem ser realizados para o embasamento das práticas de enfermagem baseadas em evidências.
Palavras-chave: Musicoterapia. Criança Hospitalizada. Pediatria. Enfermagem

Publicado
2021-10-16