Neurociência e Educação: Reflexões sobre o TDAH

  • Caroline Reis Cossentini
  • LudimilaTchelisy Reis Cossentini
  • Natalia Quintino Polo

Resumo

RESUMO:
Os cuidados com o desenvolvimento dos mecanismos cerebrais responsáveis pelo ato de aprender, conservar, recuperar e associar conhecimentos torna-se cada vez mais explícito. Esses mecanismos são fundamentais para a plena integração dos saberes que propiciam ao ser humano atuar e pensar sobre o mundo. Logo, a relevância do funcionamento mental como eixo para a aprendizagem passa a ser foco crescente das pesquisas científicas. Nesse contexto, o presente artigo tem como objetivo apresentar as contribuições da Neurociência para a área educacional, especificamente no que se refere aos alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem devido ao Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH). Trata-se, assim, de uma pesquisa de cunho bibliográfico realizada a partir de livros, dissertações, teses e artigos científicos que abordam a Neurociência, a Neuroeducação e o TDAH. O objetivo é a compreensão dos aspectos associados às funções mentais que salientem a inter-relação dos mecanismos cerebrais, como a atenção e o autocontrole, voltados à aprendizagem de pessoas diagnosticadas com TDAH, a fim de delinear possíveis alternativas ao docente em sua prática pedagógica.
Palavras-chave: Neurociência. Neuroeducação. Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH). Aprendizagem.

Publicado
2021-10-19