O uso excessivo da tecnologia na infância

  • Caroline Tineli Viqueci.

Resumo

RESUMO: Sabe-se que muitas crianças não possuem nenhum tipo de restrição para o uso de smartphones, tablet´s e outros dispositivos utilizados como brinquedos, com o consentimento de pais e familiares, que preferem isso ao risco oferecido em brincadeiras pelas ruas. Muitos estudos tratam sobre essa temática, alguns apresentam resultados positivos e outros negativos, pois crianças de diferentes idades e classes sociais possuem seus próprios dispositivos eletrônicos e podem ter um acesso facilitado ao “ciberespaço” em qualquer lugar, a qualquer hora, expostas a qualquer tipo de conteúdo online, o que pode gerar grandes preocupações, devido às más intenções humanas, uso demasiado ou inadequado dos dispositivos. Dessa maneira, o presente trabalho tem como objetivo principal compreender as causas e problemas do uso excessivo da tecnologia na vida da criança, no cenário tecnológico contemporâneo. Os objetivos específicos consistem em analisar a influência da tecnologia para a aprendizagem infantil; estudar a relação entre a saúde e a tecnologia; identificar a influência da tecnologia no desenvolvimento cognitivo e afetivo da criança. Entende-se que o desenvolvimento corporal e cognitivo e a interação com outras pessoas podem ser comprometidas pelo excesso do uso tecnológico. Dessa maneira, essa pesquisa bibliográfica pretende mostrar que crianças e adolescentes podem ser beneficiados, mas também prejudicados pela tecnologia. A relevância desse estudo consiste em contribuir com a compreensão sobre os impactos deliberados pela tecnologia para a infância, que podem deixar marcas para toda a vida, a partir das experiências que propiciam.
Palavras-chave: Criança; infância; tecnologia; internet.

Publicado
2021-10-18